O fundador da ArenaNet só ficará satisfeito quando Guild Wars 2 for o MMO de maior sucesso

Esta notícia saiu no Forbes já faz um tempo (em 23/04 para ser mais exato), mas com toda atenção voltada para o Beta Weekend este artigo acabou ficando em segundo plano. Vocês podem checar o original aqui.

 

_____________________________________________________________________________________________

Cuidado Blizzard, a desenvolvedora ArenaNet da NCsoft está atrás do primeiro lugar nos jogos massively multiplayer online (MMO) com seu ambicioso Guild Wars 2. Mike O’Brien, chefe do estúdio ArenaNet , começou a companhia inicialmente chamada TriForge em 2000 depois de deixar a Blizzard Entertainment junto com Patrick Wyatt e Jeff Strain. NCsoft adiquiriu a companhia em dezembro de 2002.

“Nós queríamos tentar novas coisas e oferecer aos jogadores novas coisas”, disse O’Brien em seu novo estúdio em Bellevue, Washington. “Mundos Online sempre foram sobre aumentar seu level. Nós achamos que seria ótimo pegar os melhores elementos dos jogos estilo RPG (role playing game)  e jogos de estratégia, permitindo aos jogadores criarem personagens muito ricos e ver como isso fica com seus amigos.”

Jogadores imediatamente se conectaram com este conceito, que era mais parecido com Magic: The Gattering do que Dungeons & DragonsArenaNet vendeu mais de 7 milhões de cópias de Guild Wars pelo mundo. O jogo também teve uma aproximação considerada improcedente (pelo menos em 2005 quando o jogo foi  lançado) de cobrar apenas pelo jogo na caixa, permitindo uma experiência de jogo AAA sem a mensalidade que a Blizzard cobra de World of Warcraft. O modelo de negocio free-to-play, que prosperou na Ásia, conectou os jogadores de todo mundo enquanto eles exploravam Tyria. Com Micro-Transactions continuamos a nos gerar receita a partir de jogadores que queriam poupar tempo no jogo ou que queriam customizar mais ainda suas criações.

Guild Wars foi melhor que todas as nossas expectativas e nossa companhia se desenvolveu de forma que criamos mais quatro expansões para o jogo e nós nos unimos como uma equipe e aprendemos a criar conteúdo.” Disse O’Brien. “Nós chegamos ao ponto onde nós queríamos ver o que mais nós poderíamos conseguir, então em 2007 nós anunciamos a nossos fãs que nós iriamos começar a trabalhar em Guild Wars 2 e que ficaria quieto por um tempo.”

E agora esta espera está finalmente chegando ao fim com os testes open beta desta próxima semana, quando os fãs terão seu primeiro tour pela nova Tyria, agora 250 anos depois dos eventos do primeiro jogo.

“Nós estamos aqui para ganhar desta vez,” disse O’Brien. “Nós fomos o numero dois contra World of Warcraft com Guild Wars, e agora nós queremos derrota-los. Nós ficaremos felizes quando Guild Wars 2 for o MMO de maior sucesso. Eu acho que nós temos algo único que os jogadores irão ver e entender porque dynamic events são um modelo melhor do que as pessoas experimentaram em outros jogos online. divulgações boca-a-boca irão fazer as pessoas entenderem que nós estamos realmente fazendo algo novo e diferente. O céu é o limite quando este jogo sair. Mundos online tem um efeito de conexão. Pessoas vão trazer amigos para o Guild Wars 2. Nós esperamos que todas as pessoas que jogaram no beta weekend falem a seus amigos sobre ele.”

O’Brien aprendeu muito como os negócios online funcionam para saber que não se julga a venda do jogo ou atividade usando como base o primeiro ano. O mundo dos jogos demoram para criar “plateia”, mas a companhia tem a vantagem de ter como base os fãs de Guild Wars  que esperaram cinco anos para este jogo sair.

Sobre o slogan sobre matar World of Warcraft cogitado pela imprensa, O’Brien falou “nada vai matar WoW além dele mesmo. Jogos não morrem simplesmente. Mas jogadores pensam que viram o online game mais popular e nós nunca veremos nada mais popular do que isso? Eu acho que não. Um MMO está no topo da lista por sete anos já, mas houve um progresso na indústria de outros jogos que foram capazes de atrair mais e mais jogadores. E nós estamos prontos para chegar no topo.”

“Nós queremos que as pessoas desfrutem de nosso jogo tanto que tragam seus amigos e joguem por anos e anos,” disse O’Brien. “Nós temos tantas coisas que estamos empolgados para colocar no jogo depois de algum tempo para continuar mantendo este mundo vivo, mas nosso maior desafio é o de conseguir divulgar qualquer coisa que é nova e diferente. O jogo realmente vai trazer a experiência que nós dissemos que traria quando nós criamos nosso vídeo manifesto no início do desenvolvimento.”

Agora é hora de nossos fãs experimentarem Guild Wars 2 pela primeira vez, conseguindo experimentar algo único o suficiente para mudar as dinâmicas dos negócios relacionados ao MMO. Se a ArenaNet, que agora tem 270 funcionários excepcionais, pode alcançar a gigante Blizzard Entreteinment, está nas mãos dos fãs de Guild Wars 1 e dos jogadores de PC em geral. Que os jogos comecem.

_____________________________________________________________________________________________

Vocês concordam com O’Brien? Deixe seus comentários dúvidas e sugestões!

EmaildiHITTTumblrFacebookOrkutGoogle GmailGoogle ReaderWordPressShare