Guild Wars 2 está atraindo até mesmo players que não gostam de MMO

 

Entrevista com Austin Regimbal do site Gamebreaker.tv, onde ele explica por que Guild Wars 2 está atraindo a atenção dele – um gamer que nunca gostou do estilo MMORPG. A entrevista original pode ser encontrada aqui. Caso entenda inglês fluentemente, o vídeo no fim é bem interessante de ser assistido.


Eu tenho algum tipo de anomalia aqui na GAMEBREAKERS porque sou o único que não gosta de jogar MMOs. Eu sempre preferi jogos levados pela história, jogos single player. Depois de ver alguns de meus melhores amigos jogarem centenas de horas de outros MMOs, eu cheguei a conclusão que MMOs não foram feitos para mim. Agora , quanto mais eu vejo e ouço sobre Guild Wars 2 me faz pensar que a ArenaNet deve ser capaz de persuadir até os não-MMOs como eu.

Para explicar porque isso, aqui está minha contagem das cinco principais razões que fazem GW2 me converter.

1.)    Eu não jogo “pega”

De o que eu vi, a maioria dos MMOs parecem depender de level-griding (aumentar o level constantemente) antes que você consiga alguma diversão. A ideia de que eu teria que jogar horas e horas em busca de quests antes de finalmente fazer algo divertido é algo que não me não me agrada em um jogo. Buscar quests não é divertido ou excitante. Eu não quero caçar 10 deer. Eu quero fazer alguma coisa importante, droga.

O fato de que Guild Wars 2 é excitante até nos eventos antes do jogo, isso coloca muita da competição para escanteio. Eu quero ver o estilo de eventos “boss fight”, e eu não quero desperdiçar centenas de horas de trabalho para ver isso.

2.)    O mundo do jogo está em constante movimento

De forma similar, a estrutura antiquada do MMO de falar com quem dá às quests respondendo apenas com grandes quantidades de texto escrito é tão falha nesse ponto. Parece que a ArenaNet colocou muito esforço para ter certeza que o mundo do jogo atualmente existe. Não havendo quests tradicionais que lhe dão toneladas de textos chatos já é um grande passo para criar um MMO atraente para os não-MMOs.

Para serem memoráveis, todos os RPGs, especialmente os MMOs, dependem da imersão do jogador no mundo do jogo. Imersão normalmente requer iteratividade com o que lhe cerca. Clicar em um cara que lhe entrega uma missão sem sentido é dificilmente iterativo. Eu quero ver as coisas acontecendo a minha volta. Eu quero uma razão para fazer as missões.

Os Dynamic Events de Guild Wars 2 vão fazer com que você queira ajudar o mundo a sua volta, especialmente considerando os efeitos causados quando uma quest falha ou é concluída no mundo do jogo.

3.)    Dessa vez, é pessoal

Algumas vezes quando jogando eu gosto de ser um eremita. Jogar jogos pode ser algo bem desestressante, quando eu não tenho nenhuma responsabilidade ou determinações de tempo. Uma coisa que sempre fez MMOs não atrativos para mimantes era que sempre erá necessário entrar em uma guild para ter sucesso. A ideia de ter amigos on-line é agradável, mas para meu cronograma esquizofrênico, eu não sou um bom membro de guild. Eu não posso dizer que vou jogar em determinada hora.

Ai que a personal story line  de Guild Wars 2 me intriga., na instance que eu quero jogar sozinho, ou nenhum de meus amigos está on, eu ainda posso logar e ter minha experiência interessante de Guild Wars por mim mesmo.

Como alguém que joga muito pouco RPG em consoles, eu também gostei da ideia de que seu personagem “é alguém” na história do mundo.  Eu acho que em muitos dos MMOs anteriores, seu personagem era apenas alguém na multidão, nunca pareceu que você fez muito impacto. Por incluir histórias mais profundas para os personagens, você pode ser “o cara”.

Você pode fazer a diferença.

4.)    Isso não encoraja “os malas”

Outra coisa que me distanciou de MMOs é o numero de “malas” que eu posso encontrar online. Claro, isso pode ser dito em qualquer comunidade online, MMOs ou de outra forma, mas a ideia de colocar tempo e esforço para completar uma quest em grupo apenas para ter um idiota que pega tudo e sair é enlouquecedora.

Eu realmente acho que Guild Wars 2 foi feito longe de kill stealing (roubar a morte – nosso famoso ks) e quest camping (ficar esperando para fazer a quest). Todo mundo ganha crédito por ajudar. A recompensa é dividida para todos os envolvidos, do jeito que diveria ser.

5.)    O preço está certo

Falando de  riquezas, não existem muitas pessoas com quantias de dinheiro exorbitantes. Para começar a jogar a maioria dos MMOs, você deve pensar não só no preço inicial, mas também na mensalidade.

Para quem que não está totalmente convencido que tem o que é necessário para ser um MMO gamer dedicado, a ideia de pagar uma mensalidade é um pouco frustrante.

Eu sempre achei isso um circulo vicioso: você tem que gastar muito tempo jogando o jogo por que você gastou com a mensalidade, e você não pode parar de pagar a mensalidade, por causa de todo o tempo que você investiu.

Pedindo acima de $180 por ano a partir das mensalidades não parece razoável para meus hábitos de jogo. Eu gosto de jogar diferentes estilos de jogo (shooters, esportes, action-adventure, etc.) e essas taxas cobradas pelos MMOs poderiam garantir três novos jogos alugados, ou um ano inteiro  de Gamefly (site que aluga jogos assim como uma locadora).

O Guild Wars 2 quebra essa estrutura dos MMOs e torna o jogo muito mais interessante para quem não está acostumado com o estilo de jogo. Pague o valor inicial do jogo. Você não precisa comprar mais nada se você não quiser. É um conceito que os jogos de console já estão usando a muito tempo.

Guild Wars 2 parece arrumar, ou mesmo contornar, vários problemas que eu tive com MMOs. Esse jogo tem tudo o que precisa para me converter em algo que eu nunca pensei que seria: um MMO gamer.

EmaildiHITTTumblrFacebookOrkutGoogle GmailGoogle ReaderWordPressShare